Como ler os rótulos dos cosméticos? – Bars Natural

Portes grátis para encomendas superiores a 35€!

Como ler os rótulos dos cosméticos?

O segredo está na lista de ingredientes. É no rótulo dos cosméticos que podemos confirmar se um produto é verdadeiramente inócuo ou “verde”- não desvalorizando também a importância das restantes fases de produção para que tal alegação seja verificada.
Todas as regras para a comercialização de produtos cosméticos na Europa são impostas pela União Europeia e vêm descritas no Regulamento Europeu nº1223/2009.
Segunda esta regulamentação, um ingrediente cosmético:
“significa qualquer substância ou mistura utilizadas intencionalmente durante o processo de fabrico do produto cosmético.”
No entanto, ressalvo já aqui que há possibilidade de haver ingredientes omitidos:
1. as impurezas existentes nas matérias-primas utilizadas,
2. as substâncias técnicas subsidiárias usadas na mistura mas não presentes no produto final.
3. Os compostos odoríficos e aromáticos e as respectivas matérias-primas são referidos pelos termos «parfum» ou «aroma»
Não é assim necessário indicar certos ingredientes se estes forem considerados “parfum”, ficando o consumidor sem esclarecimentos sobre todos os componentes.
Na BARS, como usamos óleos essenciais (naturais) como agentes aromatizantes e como consideramos também os seus efeitos terapêuticos, optamos por nomear os óleos essenciais individualmente e não como “parfum”.
Podes obter mais informações sobre as fragrâncias dos cosméticos no artigo “Os segredos escondidos da cosmética: fragrâncias“.
É no entanto, obrigatório a lista de possíveis alergénios dos óleos essenciais listados no anexo III do regulamento presente (ex: limonene).
Todos os ingredientes devem vir listados nos rótulos segundo a Nomenclatura Internacional de Ingredientes de Cosméticos (INCI).
 Assim, é possível uniformizar a sua denominação para que sejam reconhecidos universalmente.
A listagem de ingredientes segue algumas regras:
“A lista de ingredientes deve ser estabelecida por ordem decrescente do peso dos ingredientes no momento da sua incorporação no produto cosmético. Os ingredientes cuja concentração seja inferior a 1 % podem ser mencionados, sem ordem especial, depois daqueles cuja concentração seja superior a 1 %. “
No fim da lista podemos encontrar ingredientes que ou não podem ultrapassar a dose recomendada, tais como ajustadores de pH, conservantes, antioxidantes e algumas fragrâncias – este são ingredientes que estão habitualmente em doses muito pequenas; ou que estando numa concentração muito pequena não tem o efeito anunciado (por exemplo A MAIOR parte dos ingredientes activos publicitados nos produtos cosméticos).
Além disso,
“Todos os ingredientes contidos sob a forma de nanomateri­ais devem ser claramente indicados na lista de ingredientes. A palavra «nano» entre parêntesis deve figurar a seguir aos nomes destes ingredientes.
Os corantes, com excepção dos corantes destinados à colo­ração capilar, podem ser mencionados, sem ordem especial, depois dos outros ingredientes cosméticos “
Como descodificar os ingredientes presentes num cosmético e perceber se este ingrediente é inócuo para mim ou para o meio ambiente?
INCI DECODER – Website : descodifica a função de produto, índice de comedogenicidade ou potencial de irritação.
EWG COSMETIC DATABASE – Website/ APP: descodifica a função do produto e apresenta o risco de toxicidade humana, mas também ambiental (importante interpretar dados face à quantidade de estudos existentes).
SCIENTIFIC COMMITTEE ON CONSUMER SAFETY (SCCS) WEBSITE: a entidade europeia responsável pelas opiniões científicas relativamente à segurança e risco de ingredientes cosméticos.
INCI BEAUTY – App: também avalia os vários ingredientes cosméticos e as suas repercurssões para a saúde e meio ambiente.

Related posts

Leave a comment

O seu endereço de email não será publicado.

Welcome

Organic products

Advertising is the way great brands get to be great brands prospectum sociis natoque.
Follow and socialize with us
error: Não é possível copiar!