Cosmética: uma indústria limpa? – Bars Natural

Portes grátis para encomendas superiores a 35€!

Cosmética: uma indústria limpa?

Ainda que possamos encontrar alguns ingredientes controversos, pouco estudados ou até já com toxicidade confirmada, uma grande parte da cosmética actualmente é segura dentro das suas utilizações e concentrações previstas. Já quando falamos de impacto ambiental, a cosmética ainda está longe de ser uma indústria limpa.

Para onde é que vão os nossos cosméticos?
Principalmente para os nossos meios aquáticos, mas e como é que chegam lá?
De forma indirecta

através do enxaguamento dos produtos durante a higiene, chegando às estações de tratamento de águas residuais (ETARs) ou,

De forma directa

através de actividades que contactem directamente com a água (por exemplo, praticar um desporto aquático ou tomar banho na praia)

Actualmente a grande preocupação prende-se com os contaminantes emergentes. Ou seja, contaminantes que tem vindo a surgir cada vez mais nas águas residuais e que são persistentes – com risco de bioacumulação.

A bioacumulação ocorre quando certas substâncias se acumulam em grandes concentrações em seres vivos da base da cadeia alimentar. Muitos desses seres vivos são a base alimentar de outros maiores, que vão fazer chegar esse poluente, multiplicado por vários seres vivos, até ao topo da cadeia (inclusive humanos) – bioamplificação.

Além destes efeitos, existe uma lista extensa de interações catastróficas entre resíduos e seres vivos. Muitos destes interferem com a vida reprodutiva de pequenos seres vivos, desequilibrando as suas populações; ou tem efeitos lesivos directos no material genético.

Quais são as substâncias a que nos referimos?
Triclosan
O que são?

Antibacteriano e antifúngico utilizado em sabonetes, champôs, dentífricos, desodorizantes e outros produtos.

O que a ciência diz?

Contaminam o meio ambiente, pois não é possível a sua remoção completa e os produtos de degradação gerados também eles são bastante tóxicos e persistentes.

Além de se acumularem em algas, peixes, pequenos moluscos e outros animais marinhos, tem consequências ao nível das populações, taxas de sobrevivência, são agentes causadores de cancro e afectam o sistema imunitário e endócrino de muitos seres vivos.

Parabenos
O que são?

Conservante antibacteriano usado em fórmulas de cosméticos, champôs, desodorizantes, produtos de barbear. Metilparabenos e propilparabenos mais usados na cosmética são também os mais detetados nos sistemas aquáticos.

O que a ciência diz?

90% são eliminados nas ETARs mas são transformados em produtos de degradação mais tóxicos ainda.

Filtros UV
O que são?

Químicos que absorvem ou refletem a radiação ultravioleta da luz solar, utilizados como ingredientes nos protetores solares. Podem ser filtros orgânicos como a benzofenona, ou inorgânicos como as nanopartículas de dióxido de titânio ou óxido de zinco. Variam um pouco consoante a estação do ano, mas são agentes omnipresentes das matrizes aquáticas.

O que a ciência diz?

Benzefenona apresenta risco para os sistemas aquáticos, tais como branqueamento de corais, efeitos na reprodução e desenvolvimento dos seres vivos, efeitos neurotóxicos, bioacumulação e amplificação.

Já os filtros inorgânicos apresentam opiniões díspares entre os estudos realizados, sendo que uns defendem que os seus efeitos são pouco relevantes e outros já apontam para alguns danos e oxidação das membranas.

Macro, Micro e Nanoplásticos
O que são?

Bem o nome indica tudo claro! Estamos a referir-nos aos plásticos utilizados nas embalagens dos cosméticos assim como, microsferas utilizadas para os produtos cosméticos (em desuso). São agentes ubíquos dos meios aquáticos.

O que a ciência diz?

O seu risco ambiental prende-se com a adesão de outros poluentes na sua superfície e ao facto dos seus químicos constituintes terem potencial toxicidade! E já todos sabemos de onde vem o plástico certo? Pelo menos parte deles.

 

 

Este diagrama organiza de forma simplificada a origem do plástico consoante a sua matéria-prima base e capacidade de biodegradação.

 
diagrama_plasticos

Estas questões estendem-se a muito outras substâncias ao qual não nos vamos debruçar para já, mas a mensagem é que: a capacidade de identificar e eliminar eficazmente todas as substâncias ultrapassa as capacidades tecnológicas e económicas actuais da gestão de resíduos.

É imperativo escolher cosméticos “mais limpos” com substâncias com conhecida capacidade de biodegradabilidade em prol do conforto e performance dos cosméticos.
BIBLIOGRAFIA

Juliano and Magrini ((2017).Cosmetic Ingredients as Emerging Pollutants of Environmental and Health Concern. A Mini-Review. Cosmetics: 4, 11.

Carve et al., (2021). A systematic assessment for organic ultraviolet filters in aquatic environments. Environ. Poll. (pre-proof). DOI: https://doi.org/10.1016/j.envpol.2020.115894;

Yueh M-F and Turkey,R.H. (2016). Triclosan: A widespread Environmental Toxicant with Many Biological effects. Annu. Ver. Phamacol. Toxicol. 56: 251-272. DOI: 10.1146/annurev-pharmtox-010715-103417

Wijgerde t., et al. (2020). Adding insult to injury: effects of chronic

oxybenzone exposure and elevated temperature on two reef-building corals. Sci. Total Environ. 733, 139030. DOI: https://doi.org/10.1016/j.scitotenv.2020.139030

Erik R. Zettler et al. (2013). Life in the “Plastisphere”: microbial Communities on Plastic Marine Debris. Environ. Sci. Technol. 47, 7137–7146.

Galloway, et al. (2016). Nature Ecology & Evolution, 1: 0116; Barbosa, L., et al. (2018). Microplastics increase mercury bioconcentration in gills and bioaccumulation in the liver,and causes oxidative stress and damage in Dicentrarchus labrax juvenile. Scientific Reports, 8: 15655. DOI: https://doi.org/10.1038/s41598-018-34125-z;

Booth, et al. (2017). Unrestricted Report Microplastic in global and Norwegian marine environments: distribution, degradation mechanisms and transport, SINTEF, 147 pp.

https://www.pactoplasticos.pt

Related posts

Leave a comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Welcome

Organic products

Advertising is the way great brands get to be great brands prospectum sociis natoque.
Follow and socialize with us
error: Não é possível copiar!